Employee experience: o que é, vantagens e como criar a jornada perfeita

Employee experience: o que é, vantagens e como criar a jornada perfeita
Lucas Lima 30 de setembro de 2021 12 min de leitura

A employee experience, ou só como a maioria conhece, experiência do colaborador, está em alta no mundo corporativo. Isso porque, a partir desse conjunto de técnicas, pode-se obter uma melhora sobre a vivência e percepções dos membros de uma empresa.

Caso o seu objetivo seja atrair e reter novos talentos, então é bom já começar a investir nesse processo. Pois, a cada dia que passa, os profissionais tem estado mais exigentes quanto ao ambiente de trabalho.

Sendo assim, é possível obter uma série de benefícios e resultados positivos ao usar essa técnica. Ficou curioso para saber um pouco mais sobre o assunto? Basta continuar lendo esse conteúdo!

O que é Employee Experience ou Experiência do Colaborador?

employee-experience

No mundo corporativo, é muito comum a preocupação com relação ao bem-estar dos membros da equipe. Afinal, quando o time sente-se bem, o desempenho e o clima organizacional da empresa aumentam.

Contudo, esse projeto não é algo que deve ser feito apenas uma vez e apenas em certas ações pontuais. Na verdade, esse tipo de conceito trata-se de uma experiência muito mais ampla.

Onde é feita uma soma de cada interação de todos os membros dentro do ambiente de trabalho. Isso inclui desde a etapa que inicia no trabalho até o momento quando o membro é desligado da empresa.

A experiência do colaborador, de modo geral, é feita por vários pontos de contato e marcos na relação com a empresa, tais como:

  • Processo seletivo;
  • Contratação;
  • Onboarding (processo de integração);
  • Treinamento e desenvolvimento;
  • Crescimento (promoções e avanços na carreira);
  • offboarding (processo de demissão e recolocação).

Esse processo é bem parecido com o de onboarding, onde é feito uma série de treinamentos, feedbacks e outras atividades para ajudar um novo membro. Porém, no caso do employee experience, o foco está mais para todas as tarefas diárias.

Ao somar todas essas, é possível obter uma visão mais ampla que a própria imagem dos funcionários sobre a empresa. Dessa forma, o resultado reflete em uma série de setores, como por exemplo:

  • Clima organizacional;
  • Cultura da empresa;
  • Resultados;
  • Como ela é vista no mercado;
  • Entre outros.

Além disso, em cada momento do trabalho, cada membro vivencia de modo único. Por isso que a experiência do colaborador é algo distinto, que acarreta em impactos para cada pessoa em questão.

Como avaliar o Employee experience?

Caso o membro da equipe não tenha tido uma boa experiência com essa empresa, então isso indica que possa existir problemas estruturais dentro da empresa. Por isso é essencial garantir uma melhor experiência aos  membros.

Assim pode-se obter a imagem de que sua empresa está pronta para atender melhor às exigências do mercado e oferecer excelentes resultados.

Não é possível apontar qual a melhor forma de avaliar a experiência do colaborador. Pois, cada empresa pode buscar suas próprias formas de entender melhor esse fator de acordo com a sua rotina e processos internos.

Na maioria das vezes, são feitas pesquisas de satisfação interna, de ambiente, etc. Mas, mesmo as conversas menos formais com os membros podem ser úteis para obter pontos de vista sobre melhorias e problemas.

Embora esse conceito seja bem amplo, no entanto, ele pode ser analisado por meio de certas métricas. A IBM, por exemplo, fez uma grande pesquisa em meados de 2017, com o objetivo de calcular o Índice de Experiência do Colaborador, onde foi levado em conta os pontos abaixo:

  • Sensação de pertencer ao time;
  • Entender o propósito do trabalho;
  • Sentimento de realização profissional;
  • Nível de satisfação e felicidade geral;
  • Disposição e energia para encarar desafios.

Ao analisar esses pontos, a pesquisa concluiu que cerca de 96% das empresas com grandes índices, também tiveram um maior desempenho de seus membros.

Em outras palavras, a experiência do colaborador gera um impacto direto na performance e também nos resultados de uma empresa. Vale notar, contudo, que esse é apenas um pequeno exemplo para entender melhor o conceito.

Na prática, a qualidade da experiência do colaborador irá variar conforme uma série de fatores. Ou seja, de forma básica, não há apenas um caminho que possa contribuir para que os membros tenham uma melhor experiência na empresa.

Quais os benefícios da promoção da Employee Experience?

benefícios do employee experience

Como você pôde ver, não é à toa que a employee experience tornou-se uma das técnicas mais usadas entre as empresas. Isso porque, esse conceito oferece uma série de benefícios para a empresa, veja logo abaixo um pouco mais sobre cada um!

1. Reduz o absenteísmo:

Não há dúvidas de que um dos fatores que mais causam problemas para a produtividade das empresas é o absenteísmo. Trata-se da falta e atraso de algum membro sem que haja um aviso prévio.

Esse tipo de problema ocorre com uma certa frequência e pode ser causado por uma série de motivos. Entre eles, um ambiente de trabalho tóxico e uma carga horária excessiva.

Dessa forma, a tendência é que esse tipo de problema afaste cada vez mais os membros, além de afetar os seus resultados. Mas, a partir do momento que a experiência do colaborador é melhorada, não há motivos para que isso ocorra.

2. Aumenta a retenção de talento:

Essa é uma das vantagens mais óbvias em relação ao employee experience. Pois, quando um membro tem uma experiência boa no ambiente de trabalho, então as chances dele continuar nela são mais altas.

Mas, para que isso seja possível, é preciso que eles sintam-se motivados e engajados. Dessa forma, a retenção de talentos é um dos indícios cruciais, tendo em vista que há altos custos quanto a admissão, demissão e treinamento de novos membros.

Também vale notar que melhores membros tendem a trazer maiores resultados para a empresa. Quando deixam de fazer parte da mesma, levam então os seus conhecimentos.

3. Melhora o clima organizacional:

Como dito acima, a experiência do colaborador pode ser tanto de modo individual quanto coletivo. Quanto mais de uma pessoa compartilha de experiências parecidas dentro da empresa, mais isso reflete diretamente no ambiente e clima da empresa.

Sendo assim, o clima e ambiente de uma empresa são um dos principais indícios para entender a experiência dos membros. Pois, quando há um clima que não seja bom e de desânimo, isso indica uma experiência ruim.

Mas, por outro lado, quando os membros estão motivados e satisfeitos, isso indica uma boa experiência.

4. Aumenta a produtividade:

Como resultado de membros mais motivados e satisfeitos com a empresa, eles têm um maior desempenho. Dessa forma, é possível observar um bom aumento em seus níveis de produtividade.

Afinal, com um clima em ordem, a boa experiência do membro contribui para que ele produza mais em um período menor de tempo. Isso porque, eles sentem que tem um propósito a cumprir dentro da empresa.

5. Melhora o engajamento:

A melhora do engajamento dos membros da empresa também é outra vantagem com relação à experiência do colaborador. Pois, assim eles terão mais dedicação para executar as suas tarefas e obterem resultados melhores cada vez mais

No entanto, estar engajado com a empresa vai muito além disso. Também quer dizer que o membro tem um compromisso e um propósito a cumprir, dando o seu melhor para poder atingi-lo.

Isso só acontece, porém, quando os membros estão, de fato, engajados na missão da empresa.

Como melhorar a experiência do colaborador?

como melhorar a experiência do colaborador

Agora que você já conhece quais são as principais vantagens sobre a employee experience, está na hora de saber como investir nesse conceito, certo? Bem, essa é uma dúvida muito comum entre as empresas.

Afinal, não são todas que sabem como colocar essas ações em prática. Dessa forma, estão sujeitas a investir nesse conceito de uma forma superficial ou não tão eficiente quanto o esperado.

Como já dito antes, não há uma única forma de aplicar esse conceito. Para isso, o primeiro passo é analisar dentro de sua própria empresa para saber quais são os pontos que devem ser mudados ou precisam de uma melhoria.

Em grande parte dos casos, basta perguntar aos membros, pois eles dirão o que precisa melhorar. Mas, não custa nada conferir algumas outras dicas que podem ser úteis, certo? Então veja logo abaixo!

1. Ouvir os membros de sua equipe:

É fato que cada empresa fornece uma experiência diferente para cada um de seus membros. Sendo assim, um passo essencial é saber ouvir as opiniões dessas pessoas, antes de fazer alguma mudança.

Afinal, elas também têm interesse em obter uma melhor experiência na empresa. Portanto, busque sempre escutar todas as opiniões e sugestões de qualquer membro, incentive que eles participem no processo para fazer essas mudanças.

E não se esqueça que até mesmo os pequenos detalhes já fazem uma total diferença na rotina deles na empresa.

2. Investir em uma comunicação transparente:

Contudo, para que possa ouvir a opinião dos membros da equipe, é essencial investir em canais de comunicação interna, que sejam abertos e eficazes. Pois, eles precisam sentir segurança em expressar suas opiniões de forma livre.

Esse meio de comunicação, porém, precisa funcionar em ambos os sentidos. Isso quer dizer que a empresa também precisa compartilhar com os membros todos os detalhes.

Assim é possível criar um clima mais claro e de segurança. Lembre-se também de divulgar esses canais entre todos os membros, para que eles saibam que existem e como usá-los.

3. Cuidar da infraestrutura e dos processos:

Uma má infraestrutura e processos sem organização podem causar uma experiência ruim aos membros. Já que dessa forma eles não executam suas funções de forma correta, tampouco entregam bons resultados.

Isso sem falar que também coloca em risco tanto o bem-estar quanto a saúde dos membros no trabalho. Tendo isso em mente, é crucial que a empresa tenha uma infraestrutura mais adequada, com processos que otimizem o trabalho.

Para que assim os membros tenham mais conforto e segurança.

4. Promover um bom ambiente de trabalho:

Não é só a infraestrutura do ambiente de trabalho que necessita de atenção para promover um clima agradável. Para que isso seja possível, é preciso oferecer muito mais do que apenas isso.

O ideal para o trabalho ser mais acolhedor é ter espaços de lazer para os membros, além de móveis que ofereçam maior conforto. A decoração também gera um grande impacto, uma vez que ela pode transmitir sensação de paz e aconchego.

Mas, de nada adianta bons ambientes confortáveis se a relação entre os membros não for de qualidade, certo? Por isso, é crucial estimular a boa convivência entre todos eles.

Para isso, é possível fazer atividades como confraternização, happy hour, dinâmicas, etc.

5. Melhorar o clima organizacional:

Você já sabe que para melhorar a experiência do colaborador, é preciso que a empresa tenha um bom clima organizacional. Esse ponto já foi destacado algumas vezes ao longo desse conteúdo, pois de fato é essencial.

Embora todas as ações citadas acima contribuam para criar um clima agradável no trabalho, é preciso ir mais longe. Sendo assim, deve-se ter um esforço para resolver conflitos, melhorar a interação entre os membros e integrar os novos funcionários.

Para que isso seja possível, podem ser feitas algumas pesquisas de satisfação, além de pequenas campanhas internas e eventos. Os líderes das equipes também precisam desempenhar os seus papéis de motivadores.

6. Oferecer benefícios corporativos:

Por último, outra estratégia que pode ser muito útil, é oferecer benefícios corporativos aos membros da equipe. Hoje em dia, os profissionais estão cada vez mais exigentes, como você já deve saber.

Dessa forma, o salário não é mais o único motivador para eles. Isso significa que os benefícios corporativos, como cestas básicas, podem ser um grande diferencial da empresa para melhorar a experiência do colaborador.

A maioria dos colaboradores veem esses benefícios como uma forma da empresa demonstrar que se importa com a satisfação de seus funcionários. Para isso, é necessário que a empresa tenha um plano de benefícios bem estruturado.

Desse modo é possível atender todas as necessidades dos funcionários. E, como resultado, a visão de que a empresa preza pelo bem-estar dos seus membros, para obter uma melhor employee experience.

Invista no Employee Experience dos seus colaboradores!

Em suma, a employee experience, ou apenas experiência do colaborador, tornou-se um fator essencial hoje em dia. Tanto para empresas de grande quanto de pequeno porte, é essencial investir nessa estratégia para obter todos os benefícios que ela garante.

Como você pôde ver nesse conteúdo, a melhor forma é tentar entender melhor as pessoas que trabalham em sua empresa e avaliar quais são as mudanças que devem ser feitas. Por fim, esse conteúdo foi útil para você? Ainda possui alguma dúvida? Deixe o seu comentário!


Compartilhe esse conteúdo