Como a Foregon triplicou a sua equipe com ajuda da Eva

Como a Foregon triplicou a sua equipe com ajuda da Eva
Henrique Tavares 12 de abril de 2022 4 min de leitura

A Foregon é um marketplace de produtos financeiros que tem como objetivo unir as necessidades do usuário com os produtos disponíveis no mercado financeiro. A fintech atingiu um crescimento de 163% em 2021, e projeta ainda mais para 2022.

Mas crescer não depende apenas de clientes e investidores, depende também da sua equipe. E multiplicar o tamanho da equipe não é uma tarefa fácil.

O desafio

A Foregon precisava contratar vários colaboradores, fazer uma boa recepção, e acompanhá-los nos primeiros meses para garantir que atingissem o nível ideal de produtividade o mais rápido possível. Em outras palavras, a Foregon precisava escalar com qualidade.

Em 2021, a equipe era de apenas 15 colaboradores, então o time de talentos humanos era bastante reduzido. Isso aumentava a dificuldade, porque um departamento de uma ou duas pessoas não consegue fazer a integração e o acompanhamento de 20 novos funcionários de forma satisfatória sem uma ferramenta poderosa de automação.

A solução

Nesse ponto entra a Eva. Coletamos todas as informações sobre a cultura e o dia a dia da Foregon, seus processos e ritos, e organizamos em jornadas para passar esse conhecimento para os novos talentos. Essas jornadas se dividem em pré onboarding, onboarding e ramp-up.

“Quando eu conheci o produto e entendi como eu poderia conectar todas as nossas informações e levar esse conhecimento sobre a nossa cultura, dia a dia, processos e ritos pra todos esses novos talentos, acho que esse foi o match perfeito entre a Foregon e a Eva.”

No pré onboarding, o novato começa a ter contato antes do primeiro dia de trabalho. É quando ele resolve as documentações pendentes, contrato, NDA, e inclusive consegue fazer assinatura digital.

O onboarding é onde o novo funcionário é recebido na empresa. Conhece as cerimônias, as rotinas de trabalho, as ferramentas utilizadas, etc. Essa jornada é personalizada de acordo com a área que ele vai trabalhar. O comercial tem uma jornada específica, o marketing tem outra, os desenvolvedores tem outra, e por aí vai.

Já o ramp-up é mais longo, chegando a durar até o 180º dia, onde o desempenho do colaborador é acompanhado com avaliações periódicas. Essas avaliações são feitas pelo próprio colaborador e pelo seu líder, e os resultados são comparados. De acordo com o progresso (ou falta de), a Eva recomenda conteúdos e treinamentos para ajudar a melhorar o desempenho.

Os resultados

Estruturadas as jornadas, dos 15 iniciais, hoje o time da Foregon já conta com 56 pessoas. Ao final das suas jornadas elas respondem um formulário de feedback sobre a experiência com a Eva. As avaliações são quase 100% positivas.

“Não tem resultado mais gratificante do que o feedback do próprio talento, cada pessoa que passa por essa jornada. E ao fim dela, todas as pessoas dão de fato um feedback pra gente por meio de uma apresentação. E é praticamente 100% as respostas positivas de que a jornada da Eva foi muito bacana.”

Com as jornadas construídas, a gestão consegue contratar quantas pessoas forem necessárias, sem que fazer a integração dos novos colaboradores se torne um gargalo. O Acompanhamento pode ser feito por uma equipe bem reduzida por meio de relatórios e dashboards, garantindo ainda assim a qualidade do processo. Assim, a Foregon consegue escalar sob demanda, sem que isso se torne um problema.

“Hoje o maior impacto positivo da existência da Eva na nossa jornada é permitir que a gente escale. Ou seja, se hoje eu contratar uma pessoa, dez, ou cem, eu consigo colocar todo mundo no mesmo tempo, no mesmo processo dentro da Eva pra fazer o seu processo de onboarding.”

 

Conheça a Eva e descubra como podemos empoderar o departamento pessoal da sua empresa, aumentando a produtividade e garantindo a qualidade. Converse com os nossos especialistas e saiba mais.


Compartilhe esse conteúdo


Outros artigos recomendados