Re-onboarding: o que é e como implementar

Re-onboarding: o que é e como implementar
Lucas Lima 26 de novembro de 2021 10 min de leitura

O mundo está vivendo o “novo normal”, em que todas as demandas pessoais e profissionais se reconfiguraram ao contexto da pandemia do novo coronavírus. 

Nessa perspectiva, as empresas e os gestores de RH precisam lançar mão de recursos para o acolhimento e reinserção dos funcionários nessas novas formas de trabalho. 

Assim, o re-onboarding surge, pautado na concepção do onboarding, como uma ferramenta para manter a motivação e o alinhamento à cultura da empresa entre os colaboradores. 

A adoção de métodos que objetivem acolher e reintegrar os membros das equipes se faz imprescindível.

Isso vale tanto para os que permaneceram trabalhando na empresa ao longo da pandemia, quanto para o que estão retornando ao trabalho presencial. 

Acompanhe a leitura do nosso artigo e aprenda o que é e como aplicar o re-onboarding de modo planejado e eficiente na empresa.

Relembre o conceito de onboarding

Antes de pensar na implementação do re-onboarding na empresa, faz-se necessário rever o que é o onboarding.

A expressão “onboarding” é originada do inglês, que traduzida para o português significa “embarque”.

É um termo muito conhecido entre os profissionais de RH e consiste, de modo mais amplo, no “embarque” dos novos funcionários de uma empresa. 

Nesse sentido, o principal objetivo do onboarding é proporcionar a integração dos colaboradores recém-contratados ao cotidiano da empresa.

Para isso, são mobilizadas ações que visam apresentar a história da empresa, bem como a cultura do ambiente de trabalho e os colegas da equipe. 

Também é realizado um processo com foco em alinhar os valores e as rotinas do ambiente de trabalho, a fim de se alcançar uma gestão de pessoas bem-sucedida. 

O onboarding envolve a orientação, supervisão, acompanhamento e treinamento dos novos trabalhadores.

Todas essas práticas são voltadas para que os funcionários fiquem alinhados com a cultura da organização e desempenhem as suas funções de modo satisfatório. 

Um onboarding eficiente é essencial para que o colaborador desenvolva bem o seu potencial dentro da empresa. 

Além disso, o onboarding estratégico possui benefícios como a retenção de talentos, diminuição do turnover, crescimento do engajamento e produtividade e o alinhamento da cultura, missão e valores.

E o que é o re-onboarding?

O que é re-onboarding
O que é re-onboarding

O re-onboarding é o processo de reintegração dos funcionários. Nesse método, o foco é nos colaboradores que já atuam na empresa. 

Ou seja, o re-onboarding consiste na adoção de atitudes que busquem reinserir e reintegrar os colaboradores.

Por essa razão, devem ser pensadas estratégias voltadas para o realinhamento dos valores e rotinas dentro da empresa. 

Por que o re-boarding é importante? Entenda as razões

O home office não era tão comum no Brasil até a pandemia da COVID-19, que forçou a adesão ao trabalho remoto em muitas empresas.

Nesse contexto, muitos profissionais tiveram que deixar os seus postos de trabalho para exercer as suas funções dentro de casa, a fim de cumprir com as medidas restritivas impostas pelas autoridades sanitárias. 

A preocupação com a pandemia e a adaptação à nova rotina colocou muitos profissionais em situações de estresse, desgaste das relações e falta de convívio entre os colegas. 

Com isso, observou-se a necessidade de as empresas pensarem em estratégias para manter seus colaboradores motivados e produtivos, mesmo em meio a uma pandemia. 

Agora, o mundo vive o contexto oposto: a adaptação ao “novo normal”. Por isso, é crucial que os gestores pensem no retorno às atividades presenciais nas empresas.

E é aí que o re-onboarding figura como um relevante procedimento para a reintegração dos colaboradores às novas configurações de trabalho. 

Dessa maneira, um re-onboarding bem planejado é a garantia de um suporte adequado para que os funcionários sintam-se bem acolhidos e seguros no ambiente profissional.

Baixe o nosso ebook gratuito sobre manual do colaborador!
Baixe o nosso ebook gratuito sobre manual do colaborador!

Como implementar o re-onboarding? 

Como implementar um re-onboarding
Como implementar um re-onboarding

O re-onboarding permite ao colaborador reviver a cultura da empresa e reenergizar a sua força de trabalho, seja no home office ou no retorno ao trabalho presencial. 

Da mesma forma que o onboarding, é indispensável que as práticas do re-boarding sejam previamente planejadas, pois é possível traçar resultados e realizar os devidos ajustes no andamento da reinserção. 

Veja a seguir algumas sugestões de atividades que podem ser adotadas no re-boarding:

É indispensável traçar um plano

Toda ação para ser bem-sucedida precisa de um planejamento prévio. Para a realização do re-onboarding, deve-se organizar um trabalho que envolva gestores, o RH e os funcionários, para definir como será o retorno às atividades.

Busque pensar em como será a recepção dos funcionários, adaptação dos postos de trabalho e adequação às medidas de prevenção ao novo coronavírus. 

O plano deve ser bem definido e organizado de modo a oferecer segurança e motivação aos colaboradores.

Política de segurança e saúde coletiva

A instituição deve preparar toda a estrutura para o recebimento do pessoal, a fim de seguir as medidas de combate à COVID-19.

Busque todas as orientações necessárias junto aos órgãos de saúde municipais e estaduais relacionadas aos protocolos de distanciamento social.

Forneça às equipes todo o treinamento e informações adequados sobre a proteção individual, bem como a vacinação contra o coronavírus. 

Esses regulamentos devem estar acessíveis a todos os funcionários, com o objetivo de promover o conforto do pessoal para o retorno ao trabalho.

Sensibilidade e atenção às questões emocionais

É inegável que o atual cenário pandêmico afetou a todos. Muitos perderam familiares, amigos e o home office fez com que as questões pessoais e profissionais se integrassem. 

Por essa razão, o re-onboarding não deve apenas pensar no embarque no trabalho. 

A empresa deve mostrar-se sensível e disponível para ouvir as histórias e acolher as emoções dos funcionários. Sem dúvida, eles precisam se sentir acolhidos, valorizados e importantes.

Além disso, invista em todo o treinamento adequado para capacitar e deixar os seus colaboradores confiantes com relação ao desempenho de suas tarefas.

Flexibilidade nos fluxos de trabalho

A realidade da pandemia reajustou as formas de trabalho e exigiu de muitos profissionais uma adaptação, sobretudo, ao trabalho remoto e ao uso das tecnologias. 

Nesse contexto, a comunicação pessoal atualmente é feita por meio de videochamadas, por e-mail e plataformas de mensagens, o que promove maior agilidade na solução de problemas e tomada de decisões. 

Observa-se que hoje há uma grande tendência de uma manutenção do trabalho remoto por parte de muitas empresas.

Dessa forma, o re-boarding precisa considerar a possibilidade de flexibilização de como e onde as atividades podem ser feitas.

O re-oboarding pode ser um evento

O retorno ao trabalho nas empresas também é uma excelente oportunidade para reavivar a cultura da empresa. 

O RH deve pensar em relembrar aos colaboradores a cultura da empresa, reestabelecendo rotinas e valores. 

É interessante olhar para o novo embarque como um evento que envolve todos os setores da corporação. 

Planeje um evento de re-embarque que receba da melhor maneira o patrimônio de maior valor para a sua empresa, que é o pessoal. 

Promoção do bem-estar

Antes da pandemia, algumas empresas já apresentavam o desenvolvimento de programas de bem-estar para os funcionários. 

Agora, está mais do que comprovado o quanto é essencial o cuidado com a saúde mental e emocional, visto que ela influencia diretamente no engajamento dos funcionários.

O planejamento do re-boarding precisa traçar objetivos pautados na redução da carga horária e apoio aos cuidados com a saúde física e mental. 

Uma boa alternativa é a adoção de métodos que estimulem o corpo e mente, como ioga, meditação e corridas, o que impacta positivamente no processo criativo.

Re-Onboarding: Distribuição de kits para os colaboradores

kit de onboarding para colaboradores
kit de onboarding para colaboradores

E por falar em bem-estar, receber um presente inesperado promove boas sensações, não é mesmo?

Oferecer kits para os colaboradores é um recurso bastante utilizado no onboarding, e sem dúvida, se adequa totalmente ao re-boarding.

Os kits podem conter objetos usuais na rotina e/ou tornar o ambiente de trabalho mais confortável. 

Invista também em presentes personalizados, isso fará com que o profissional se sinta valorizado. 

Presentear os funcionários com esses kits traz benefícios como:

  • Aumento da produtividade
  • Diminuição da taxa de turnovers
  • Melhora a captação de novos talentos

Os presentes, sem dúvida, melhoram o engajamento e a produtividade dos colaboradores, e consequentemente, os resultados e a imagem de sua empresa. 

Re-Onboarding: Foco na comunicação para construir a confiança

Com a pandemia, a comunicação nas instituições, que antes era feita por meio da interação pessoal, por e-mails, bem como telefonemas, passou a ser feita por plataformas digitais de videochamadas e mensagens de texto. 

No retorno, também é necessário focar em uma comunicação objetiva e que utilize as plataformas mais eficazes.

As lideranças das empresas devem se mostrar disponíveis para ouvir as preocupações dos colaboradores, além de passar a mensagem de que a organização está atenta em revitalizar a força de trabalho, bem como a cultura da empresa. 

O processo de retomada, portanto, deve ser visto como uma experiência de renovação e aprendizado em todos os setores das organizações. 

Além disso, vale ressaltar que o empenho de todos é quem vai promover o desenvolvimento de novas metas, valores, políticas e atitudes dentro da organização. 

Invista na readmissão de funcionários existentes e contratação de novos talentos, aplicando os métodos de onboarding e re-boarding. 

A reenergização da cultura do trabalho se faz indispensável como uma forma de valorizar, mas também de cuidar do setor pessoal com o mesmo foco que se dá aos clientes. Gostou desse artigo? Então saiba que você pode encontrar mais conteúdos como esse clicando aqui!

Disponibilizamos gratuitamente o nosso eBook sobre manual do colaborador para que você possa ter uma base sólida para sintetizar as informações que os seus funcionários e colegas de trabalho precisam para se orientarem. Utilizando as melhores práticas, você vai poder compilar um handbook que vai otimizar a comunicação interna da empresa. Baixe gratuitamente através desse link.


Compartilhe esse conteúdo